O USO DE TESTES RÁPIDOS PARA COVID-19 COMO MEDIDA DE SEGURANÇA.

  • Liliane Vargas
Palavras-chave: Covid-19, Antígeno, Segurança, Pacientes

Resumo

O presente trabalho objetiva-se em sensibilizar autoridades públicas para importância da testagem rápida para COVID-19 na população que necessita de internação hospitalar, localidades de difícil acesso como aldeias indígenas e cidades sem estruturas laboratoriais montadas. Através de uma triagem que possibilite a orientação das pessoas infectadas, se torna possível direcioná-las para locais de isolamento dentro dos hospitais e pronto atendimentos como também um isolamento apropriado e orientado nos domicílios em que se encontram. O teste de antígeno é um teste imunológico rápido, capaz de detectar a proteína do nucleocapsídeo viral do SARS-CoV-2 no organismo que, quando positivo, significa infecção viral ativa, com tempo de resultado no máximo em duas horas. A orientação dos casos positivos para COVID-19 é essencial, mas a testagem de forma gratuita tem a chance de reduzir um grande número de novos infectados. Atualmente, o acesso a testes rápidos ainda é precário e difícil pelo tempo de espera em pronto atendimentos como também o tempo prolongado no recebimento dos resultados. Torna-se no mínimo prudente avaliar as testagens rápidas como medidas preventivas de disseminação, pois mais vale o poder público investir em testes rápidos e eficazes que em internações prolongadas que muitas vezes terminam em óbitos. Uma breve explicação sobre os tipos de testagens rápidas e RT-PCR e as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para aprovação dos mesmos. Concluindo, a COVID-19 é uma descoberta recente, a qual demanda muitos estudos com profundas pesquisas científicas, mas se faz necessária agilidade nas condutas públicas com protocolos que visem o bem estar da população e a segurança individual e coletiva. Foram analisados doze estudos e todos selecionados com tópicos e citações sobre o tema.

Referências

ASKIN, Lutfu; TANRIVERDI, Okan; ASKIN, Husna Sengul. O Efeito da Doença de Coronavírus 2019 nas Doenças Cardiovasculares. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 114, n. 5, p. 817-822, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abc/a/thBgLzL4FnwYFJ773JmyMcz/?lang=pt . Acesso em: 1 dez. 2021.

A importância dos testes rápidos no diagnóstico da Covid-19. Notícias UFJF. 2020. Disponível em:

<https://www2.ufjf.br/noticias/2020/04/22/a-importancia-dos-testes-rapidos-no-diagnostico- da-covid-19/>.. Acesso em: 1 jul. 2021.

ALTA DIAGNÓSTICA. Teste de antígeno para Covid-19. 2021. Disponível em: <https://altadiagnosticos.com.br/teste-de-antigeno-para-covid-19>. Acesso em: 7 jul. 2021.

BASTOS, L. Novos testes rápidos de antígeno podem transformar resposta à COVID-19 nas Américas. Paho. Out./2020. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/14-10-2020-novos-testes-rapidos-antigeno-podem-transformar-resposta-covid-19-nas-americas >. 2021. Acesso em: 3 jul. 2021.

BELCHIOR DE SOUSA, F. Protocolos Utilizados Para Diagnóstico de COVID-19. Revista da FAESF, v. 4, 2021. Disponível

em:<https://www.faesfpi.com.br/revista/index.php/faesf/article/view/113.> Acesso em: 3 jul. 2021.

GALLASCH, Cristiane Helena et al. Prevenção relacionada à exposição ocupacional do profissional de saúde no cenário de COVID-19. Revista Enfermagem Uerj, [S.I.], v. 28, 2, abr. 2020. Disponível em: Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/49596>.. Acesso em: 3 jul. 2021.

GUAN, W. ZJ, Ni ZY; Hu Y, Liang; WH, Ou CQ; He JX, Liu L, Shan H, Lei CL,

Hui DSC, et al. Clinical Characteristics of Coronavirus Disease 2019 in China | NEJM. New England Journal of Medicine. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/pdf/10.1056/NEJMoa2002032?articleTools=true. Acesso em: 1 dez. 2021.

MAGNO, Laio et al. Desafios e propostas para ampliação da testagem e diagnóstico para COVID-19 no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva [online]., v. 25, n. 9, pp. 3355-3364, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/HdGWGh93bVjLYqw9z5p3zQz/?lang=pt#ModalArticles Acesso em: 3 de julho de 2021.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Acurácia dos testes diagnósticos registrados na ANVISA para a COVID-19. Portal Arquivos. Brasília, maio/2020. Disponível em: < https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/June/02/AcuraciaDiagnostico- COVID19-atualizacaoC.pdf>. Acesso em: 3 jul. 2021.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Testes para Covid-19: perguntas e respostas. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2020/testes-para-covid-19- perguntas-e-respostas. Acesso em: 1 jul. 2021.

OPAS. Testes rápidos de antígenos estão chegando aos países das Américas para auxiliar na resposta à COVID-19 - OPAS/OMS | Organização Pan-Americana da Saúde. 11 de novembro de 2020. Disponível em:

https://www.paho.org/pt/noticias/10-11-2020-testes-rapidos-antigenos-estao-chegando-aos-paises-das-americas-para-auxiliar Acesso em: 6 jul. 2021.

PETRAMALE, C. Nota Técnica -Testes diagnósticos para a identificação do vírus SARS-CoV-2 e para o diagnóstico da COVID -19. 1. ed. São Paulo: Clarice A. Petramale, 2021. p. 17 Disponível em: https://www.conass.org.br/wp-content/uploads/2020/05/anexo_ci_229_20.pdf

TRINDADE, Tatiane. Os testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 e as melhorias tecnológicas. Goldanalisa. 11/06/2021. Disponível em: <http://www.goldanalisa.com.br/exibe_noticia.asp?id=219>. Acesso em: 18 jul. 2021.

UDUGAMA B, Kadhiresan P; KOZLOWSKI, HN; MALEKJAHANI, A; OSBORNE, M; Li VYC, Chen H; MUBAREKA; S GUBBAY, JB; CHAN, WC W. Diagnosing COVID-19: The Disease and Tools for Detection. ACS Nano. v. 14, n. 4, p. 3822–3835 2020; 3 (0c02624) Disponível em: https://pubs.acs.org/doi/pdf/10.1021/acsnano.0c02624 Acesso em: 18 jul. 2021.

Publicado
2021-12-09
Como Citar
Vargas, L. (2021). O USO DE TESTES RÁPIDOS PARA COVID-19 COMO MEDIDA DE SEGURANÇA. CADERNO DE PESQUISA APLICADA, 1(3), 29-37. Recuperado de http://isca.edu.br/revista/index.php/cpesqaplic/article/view/57