O USO DE TECNOLOGIAS APLICADAS AS ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE COMO FATOR DE SEU DESENVOLVIMENTO

  • Eder Moreira de Freitas
  • Marcelo Socorro Zambon
  • Valquiria M. Augusti
Palavras-chave: Tecnologias, Qualidade, Saúde

Resumo

As organizações de atenção aos cuidados da saúde passam por constantes mudanças, na busca pela ampliação da qualidade dos serviços de saúde prestados, o que está diretamente ligado à implementação de novas tecnologias com a finalidade de otimizar os processos organizacionais que visam sempre a qualidade do atendimento e a segurança do paciente. O uso de recursos tecnológicos permite a otimização de processos, assim como o gerenciamento das equipes, os registros de atendimento de pacientes e seus tratamentos, e o macroprocesso de gestão organizacional (como o uso de matérias, compras, descarte etc.). O uso de tecnologias para o armazenamento dos dados dos pacientes passou a ser visto como obrigatório, e isso possibilitou acesso, em tempo real, às informações sobre cada atendimento, promovendo tomadas de decisões mais adequadas em cada atendimento, e ainda, a melhora na gestão das organizações de saúde. O presente estudo tem por objetivo discutir o uso de tecnologias gerenciais para a ampliação da qualidade dos serviços de saúde prestados e seu desenvolvimento. A metodologia aplicada a este estudo é a revisão bibliográfica. Vale ressaltar que é fundamental que os profissionais de saúde passem por atualização do conhecimento na sua área de especialidade, e em tecnologias, pois estar preparado para incorporar os avanços tecnológicos é de fundamental importância para acompanhar o desenvolvimento da humanidade e do campo da saúde. 

Referências

ADAMI, Nilce Piva. A melhoria da qualidade nos serviços de enfermagem. Acta Paul Enferm., São Paulo, v. 13, n. special issue 1, p. 190-196, 2000. Disponível em: https://acta-ape.org/en/article/a-melhoria-da-qualidade-nos-servicos-de-enfermagem/. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

BARREIROS, Nilson Rodrigues et al. A tecnologia de informação como ferramenta para otimização da qualidade nos serviços de saúde em Manaus-AM. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, Florianópolis, S.C, v. 3, n. 5, p. 34-47, 2011. Disponível em: http://stat.elogo.incubadora.ufsc.br/index.php/IJIE/article/view/759/pdf. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

BARRA, D. C. C.; NASCIMENTO, E. R. P. do; MARTINS, J. de J.; ALBUQUERQUE, G. L.; ERDMANN, A. L. Evolução histórica e impacto da tecnologia na área da saúde e da enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, Goiás, Brasil, v. 8, n. 3, 2009. DOI: 10.5216/ree. v8i3.7081. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/7081. Acesso: 10 de dezembro 2021.

BEZERRA, Selene Maria. Prontuário Eletrônico do Paciente: uma ferramenta para aprimorar a qualidade dos serviços de saúde. Revista Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 73-82, 2009. Disponível em: https://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/metaavaliacao/article/view/12. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

CERVO, Amado; BERVIAN, Pedro A.; SILVA, Roberto da. Metodologia Científica. 6 ed. São Paulo: Pearson, 2007.

DUARTE M, Mônica Simões; SILVINO, Zenith Rosa. Acreditação hospitalar x qualidade dos serviços de saúde. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, Rio de Janeiro, v. 2, p. 182-185, 2010. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/5057/505750987198.pdf. Acesso: 11 de dezembro de 2021.

ELIAS, Flávia Tavares Silva et al. A importância da Avaliação de Tecnologias para o Sistema Único de Saúde. BIS. v.14, n.2, 2013, p.143-150. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/42953/2/ve_Flavia_Elias.pdf. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

FADEL, Marianella Aguilar Ventura; REGIS FILHO, Gilsée Ivan. Percepção da qualidade em serviços públicos de saúde: um estudo de caso. RAP, Rio de Janeiro, v. 43, n.1, p.07-22, 2009. Disponível em:https://www.scielo.br/j/rap/a/s9cqck9PcGsKx5tHJQyhGYz/?format=pdf〈=pt. Acesso: 29 de novembro de 2021.

LIMA, Sandra Gonçalves Gomes; BRITO, Cláudia de; ANDRADE, Carlos José Coelho de. O processo de incorporação de tecnologias em saúde no Brasil em uma perspectiva internacional. Ciência & Saúde Coletiva, v. 24, p. 1709-1722, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/ShqP3jj3pbPjZQqyF9NkbMQ/abstract/?lang=pt. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

LORENZETTI, Jorge et al. Tecnologia, inovação tecnológica e saúde: uma reflexão necessária. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 21, p. 432-439, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/63hZ64xJVrMf5fwsBh7dnnq/abstract/?lang=pt#. Acesso: 10 de dezembro de 2021.

MENDES, Eugênio Vilaça. As redes de atenção à saúde. Ciência & saúde coletiva, v. 15, p. 2297-2305, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/VRzN6vF5MRYdKGMBYgksFwc/abstract/?lang=pt. Acesso: 29 de novembro de 2021.

MENDES, Vera Lucia Peixoto S. Gerenciando qualidade em serviços de saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 46, n. 3-4, p. 211-225, 1993. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/n5GVzbnHVMHZjd9CDJCtXsB/?lang=pt. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

NOVAES, Hillegonda Maria D. Avaliação de programas, serviços e tecnologias em saúde. Revista de Saúde Pública, v. 34, p. 547-549, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsp/a/6bwNKdzy7QdbsFxVnmyz93y/abstract/?lang=pt. Acesso em: 7 de dezembro de 2021.

NOVAES, Hillegonda Maria Dutilh; ELIAS, Flávia Tavares Silva. Uso da avaliação de tecnologias em saúde em processos de análise para incorporação de tecnologias no Sistema Único de Saúde no Ministério da Saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 29, p. s7-s16, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/kgr4zPfZXWsfWdZ88LJ3qcS/?format=pdf〈=pt. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

NOVAES, Hillegonda Maria Dutilh; CARVALHEIRO, José da Rocha. Ciência, tecnologia e inovação em saúde e desenvolvimento social e qualidade de vida: teses para debate. Ciência & saúde coletiva, v. 12, p. 1841-1849, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/qNkRM6hRptrxWJJ3kZnYTgD/?format=pdf〈=pt. Acesso: 7 de dezembro de 2021.

PINOCHET, Luis Hernan Contreras; S LOPES, Aline; SILVA, Jheniffer Sanches. Inovações e tendências aplicadas nas tecnologias de informação e comunicação na gestão da saúde. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, v. 3, n. 2, p. 11-29, 2014. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5037436. Acesso: 10 de dezembro de 2021.

PIZZANI, Luciana et al. A arte da pesquisa bibliográfica na busca do conhecimento. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 10, n. 2, p. 53-66, 2012. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1896. Acesso: 27 de agosto de 2021.

SECOLI, Silvia Regina et al. Avaliação de tecnologia em saúde: II. A análise de custo-efetividade. Arquivos de Gastroenterologia, v. 47, p. 329-333, 2010.Disponível em: https://www.scielo.br/j/ag/a/XMCBx7ybCbs7FYBxrcvwYCS/abstract/?lang=pt. Acesso em: 29 de novembro de 2021.

SILVA, Cleyton Cézar Souto et al. Burnout e tecnologias em saúde no contexto da enfermagem na Atenção Primária à Saúde. Escola Anna Nery, v. 21, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ean/a/yVyHVrr7DdN8dBVkDX3rWHS/?lang=pt. Acesso em: 7 de dezembro de 2021.

SIQUEIRA-BATISTA, Rodrigo et al. Nanociência e nanotecnologia como temáticas para discussão de ciência, tecnologia, sociedade e ambiente. Ciência & Educação (Bauru), v. 16, p. 479-490, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/tK9pXfs7gjnBYprJs6gzsNv/?format=pdf〈=pt. Acesso: 10 de dezembro de 2021.

TRINDADE, Evelinda. A incorporação de novas tecnologias nos serviços de saúde: o desafio da análise dos fatores em jogo. Cadernos de Saúde Pública, v. 24, p. 951-964, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/gGMJjY9nNBZnvT6T3sTCbqs/abstract/?lang=pt. Acesso em: 07 de dezembro de 2021.

Publicado
2021-12-20
Como Citar
Freitas, E., Zambon, M. S., & Augusti, V. M. (2021). O USO DE TECNOLOGIAS APLICADAS AS ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE COMO FATOR DE SEU DESENVOLVIMENTO. Teoria & Prática: Revista De Humanidades, Ciências Sociais E Cultura, 4(2), 13-30. Recuperado de http://isca.edu.br/revista/index.php/revista/article/view/71